quarta-feira, 30 de abril de 2008

Tudo assim particular....

TUDO ASSIM PARTICULAR
(João Martins, Inácio Rios e Di Caprio).

O cotidiano conspirou pra favorecer
Porem muito andei em vão
Para perceber que o homem com suas algemas se impede de abraçar
Perde a confiança, coração tão frio,
Em seu semelhante num simples julgar

Mudou, prevalece o egoísmo.
Ficou, tudo assim particular.


Já não se conta com amigos
E não se presta mais ajuda
Já não se fala nem se escuta ninguém
É a ganância quem delega
A essa gente que renega
E a justiça se diz cega também





FOTO: Eu, falando na maquina do Visa, e Inacinho num momento "O amor é lindo" -Botafogo/ 2007
...



Estava aqui nos meus arquivos procurando alguma letra que coubesse na idéia vespertina de que o final dos tempos está chegando.
O telejornal parece uma versão daqueles shows de aberraçôes que viajavam nos circos antigamente: A mulher Barbada, o Homem-macaco...
É nego tentando apagar a tocha olímpica, padre querendo voar com bolas de festa sem nem saber usar o gps, é um tal de nego jogar filho pela janela, o outro deixa a filha 24 anos presa no porão e ainda mete um monte de filho, neto.. sei la que que o sujeito arrumou.
Essa ja não está tanto na moda, mas o prefeito foge da epidemia de dengue na sua cidade, só da as caras no blog e manda o povo usar calça jeans, casaco e repelente e rezar pra ver se o mosquito vai embora. Ainda na politica, o outro me leva a sogra pra viajar na Europa com dinheiro público (essa ainda é mais grave, pois levar é mole... pior é que o malandro trouxe a sogra de volta).
E nessa de levar, botar... me vem o outro; que sempre desfilou com as mais lindas mulheres, dinheiro, fama etc etc... parou no motel... com um moço vestido de moça... toma um FLA X FLU com a boneca querendo um dinheiro pra não jogar ao vento, dizendo que ainda foi buscar drogas em porte do Renavam do carrão do dondoco ... e agora?! Fenomenal, não?! Como diria Nelson Cavaquinho: "-Não fui eu que inventei né? Eles ficam por ai "tudo solto"..."
E por ai vai ... é bom prepararmos nossas cabeças porque pelo visto vem mais bizarrices por ai... E gente! Não comam muito! A comida também tá acabando!

...

Essa música foi composta aqui em casa.
Estavamos aqui eu e meu irmão Inácio Rios, e o Raul nos presenteou "emiessienicamente" com essa idéia inicial. O resto fluiu tranquilamente, pois Inacinho é bic ponta fina. Além de parcerias com Roque Ferreira, Martinho da Vila, Wilson das Neves, João Martins e outros baluartes (rs!), meu cumpadre, que é filho do Mestre Zé Katimba, tá com sucesso na rádio (Samba pros poetas - composição sua com Diogo Nogueira), tá com um discão pronto que daqui a pouco vai ser lançado e tem mais novidade chegando. Se preparem pra coisas boas também né?!
Então é isso. Tópicos de hoje: Tudo assim particular, cenário bizarro da sociedade mundial, Inácio Rios, Ronaldinho...





...





Ah, Ronaldinho!!! hahahaha!
Blog no ritmo...
Um beijo!

2 comentários:

Inacio disse...

João Martins... mais um vez tirando onda na digitação. Muito obrigado pela moral e admiração. Posso jogar o veneno? Pode-se começar a pensar em um livro heein?! Tá ficando muito sério esse lance de escrever. Parabéns!

Plantei a semente... agora vira essa laje ai!

No nosso país, onde engenheiro vira pagodeiro, traficante vira viciado e político é ilusionista, porque não um grande músico não se tornar um grande escritor?

Beijo rei...
te amo!

Anônimo disse...

Como todos os outros textos...muito interessante!!!!
To com o Inacio...vai virar livro!!

Bjss....no coração!

Danielle Giorno