domingo, 27 de janeiro de 2008

Pra quem quiser escutar (ou ler!)



PRA QUEM QUISER ESCUTAR
(João Martins / Leandro Diaz / Mauricio Araújo)

CHEGOU O DIA
DE ALIVIAR AS TENSÕES
DE RENOVAR EMOÇÕES
QUALQUER MOTIVO É MOTIVO PARA FESTEJAR
COM AS MAIS LINDAS CANÇÕES PRESENTEAR CORAÇÕES
VAMOS PRO SAMBA QUE O SAMBA NÃO PODE ESPERAR

VAMOS QUE O CLIMA TE ENVOLVE
E TODO O MAL SE DISSOLVE
COM TODA ESSA ENERGIA PAIRANDO NO AR
E QUANDO A LUA SE ENTREGA
O ASTRO REI SE ENCARREGA
DE ABENÇOAR NOSSA ESQUINA
DE ILUMINAR NOSSA RIMA
VAMOS QUE O SAMBA ENSINA
PRA QUEM QUISER ESCUTAR
BASTA SABER ESCOLHER O CAMINHO A TRILHAR


Trio Ternura na Gravação do Adilson Bispo -2004 - Estúdio Copacabana... o tempo é cruel!

...

Foi na esquina de Rua do Catete com Corrêa Dutra (lado da praia) que eu e o samba finalmente ficamos realmente mais íntimos. Eu digo o samba como um todo; não só na parte musical, pois foi essa época que comecei a tocar harmonia, mas também as cachaçadas, as pernoitadas, os perrengues de grana, as cabrochas etc... Tadinha da minha mãe... "-Malditas companhias!!!" rs! As rodas e festas que rolavam pelo bairro eram realmente animadas; tinha uma na esquina da Buarque, tinha o extinto Xalan, quiosque da passarela, nos quiosques do aeroporto, mas a esquina da Corrêa é o símbolo maior dessa época; num trailer de X-tudo que até hoje existe. Nesse tempo, mais ou menos de 99 á 2002/03 o, hoje em dia, renomado produtor Maurício Araújo (http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9343556864885371682) era, no popularesco, o PICA do Catete; o popular, o boa praça! Tinha o seu Kadett branco todo incrementado, desfilava com tênis da última moda, cordões de ouro, uma loirona (y otras cositas mas) á tira colo, até por essa "marra" e pose toda andou levando umas "pedestalzadas" na Lapa (essa história eu conto em outra oportunidade...hahaha!) mas foi o responsável pela agregação, levando para o pagode da esquina da Corrêa a galera de Madureira, músicos da Tia Doca, do Irajá, da Tia Ciça, do Galocantô entre outros. O samba comia solto, Maurício e seu banjo branco e dourado, Rosan, os Biras, falecido Russo, Dudu (antigamente Duda de Irajá, hoje marajá de Copacabana... é mole?!), Valença, Valdir, Denis (Batuque na Cozinha), Badé, Paulão, Vitor, Jambo... mó galera, e foi ali naquela esquina, todo sábado, que eu ia defender meus 20 conto com o, na época recém adquirido, meu primeiro banjo, um azul igual o branco citado anteriormente. A questão pra mim não era o dinheiro, como era o caso de alguns ali, mas foi muito mais válido o aprendizado e as amizades que dali ficaram.

A canção foi feita realmente em homenagem aos pagodes dessa época; fiz a primeira e o "Astro" do post anterior Lelê chegou aqui em casa, ele que veio me atormentar dessa vez. Já estava com a primeira pronta e ele veio na segunda. Acho que iamos tocar em algum lugar porque o Maurício chegou um pouco depois e completando a música que a principio acabaria, em "DE ILUMINAR NOSSA ESQUINA, PARAPAPAPÁ" , prolongou no talento!

Foi isso ai! Hoje em dia cada um trilhou o seu caminho mas com certeza ficou na memória como era legal a comunhão dos pega-ratões pela jurisdição do Catete e adjacências. Tenho muito orgulho de ter aprendido e ter sido apresentado a tantas esquinas, quadras, quintais e palcos pelo meu amigo/irmão/professor e, como diz o Marcelinho 7Cordas, "produtor varejo" (rs) MAURICIO ARAÚJO! (Que deu mole ontem!)

Bom domingo!

7 comentários:

Danielle disse...

Que lindo , João!!!!
Adorei...as musicas, os textos!!!
Ta pronto para escrever um livro, diante de tantas historias interessantes...rsrsrsr
Um bj enorme...

Dani GIORNO

Leandro Diaz disse...

Genial você relembrando essas histórias!!! Vai ter memória boa assim lá na esquina...de preferência da Corrêa Dutra...hehehe...
O tempo realmente é implacável com as pessoas...huahauhauha...
Mauricinho tá devendo uma depois do "susto" de ontem.
Um beijo pros meus parceiros!

Ivan disse...

Uns dos meus ídolos é um tal de João Martins, morador da travessa Carlos de Sá. Deixo aqui registrado um grande abraço para ele.

Anônimo disse...

Valeu, João. Parabéns pelo encontro com o samba e parabéns pelo blog. Frlicidades, beijos.

Cláudio Jorge disse...

Valeu, João. Parabéns pelo encontro com o samba e parabéns pelo blog. Felicidades, beijos.
http://blogdoclaudiojorge.blogspot.com

Dani Baga disse...

Ah Garoto!!!
Conta umas histórias sobre o nosso Bloco - A Rocha da Gávea!!!! Bjos Dani Baga.

Baiaco disse...

Valeu João!
PArabéns pelo Blog, pela sua composições, pelo trabalho como músico e pelo amigo que você é.

Abraço!

Baiaco