domingo, 5 de julho de 2009

Carapuça

Ela chega...
Ela vem vindo.
Ela sorri.
Ela cumprimenta
Hoje será diferente. Deus há de querer!!


Não.
Não é hoje o dia.
Deus não quis.
Nunca quer, Papai do Céu?


Ela começa.
Ela sorri... amareladamente.
Ela se mete e acaba com qualquer bom clima ou outro assunto.
Ela reclama da vida.
Ela conta seus problemas.
Ela não para de falar.
Monólogo de palavras negativas.
Ela lamenta mais.
Ela conta mais problemas.
Ela pede um cigarro,
pede um gole da cerveja,
qualquer coisa para comer,
pede um pingo do colírio...
Ela lamenta um pouco mais e escorre veneno.
Ela não para de falar.
Ela conta outros problemas.
Ela relembra antigos.
Ela arruma novos.


Ela pede mais um cigarro,
mais um gole da cerveja...
Ela pede um marido,
uma carona,
um lugar para existir,
um dinheiro,
o isqueiro.

Ela não sabe o que quer.
Mas quer.
Ela olha sempre em volta, pois é o centro das atenções.
Não te contaram?
Mas ela quer mais atenção.
Ela é a atenção.
Ela é a atração que se vê tão atraente que quase se come.
Só não come porque ela é dela.
Se fosse dos outros acho que pediria um pedaço.

Ela reclama mais um pouco.
Modéstia...
Mais um muito.
Ela suspira
por não saber mais o que sugar.
Do que mais reclamar.
Por que mais o mundo lhe é tão injusto.

Ela sai.
Eu respiro.
Ela volta.
Eu me tremo.
Ela fala.
Ela fala.
Ela fala.
Ela tira a energia e a dela não acaba.

Obcessão obcecada.
Ela pede porque dão.
Confiança a sua confusão.
Que tem cheiro de porquerer e na minha garganta provoca alergia.
Alegria?
Nunca vi...
Ingenuidade?
Muito menos.

Ela inveja.
Ela é má.
Ela não para de falar.
Ela pede mais um gole.
Ela quase chora...

Não aguento.

Por favor.
Uma faca pra suicídio.

Vai que ela quer também...

3 comentários:

Anônimo disse...

A parte que me cabe
"ELA NÃO PARA DE FALAR"

Mas falo coisas sempre boas!
"cala a boca Michele" :)
Michele
BJS E PAZ!!

Anônimo disse...

Ainda bem q ela "quase", mas nao chora...

rs


Saudade daqqqqqqqqqqqqqq!!

kiss, MAri

vanessa disse...

creide creide!