quarta-feira, 10 de março de 2010

Alô Vila da Penha

Madrugada princípio ou fim
(João Martins/Moyseis Marques)

A tarde vem sofisticar o dia.
Um sol maduro dá ar de adulto à alvorada
E na passada, ao pé da noite a vida corre
A madrugada é princípio ou fim?

O dia nasce todo dia a tanto tempo
E só se sente o hoje enfim ao despertar
Enquanto a noite não me embala em pleno sono
Vivo no ontem esperando o amanhã chegar

De dia sou criança
Sou qual um peixe no mar
À tarde a dor me alcança
e vou me recriar
Quando da dor esqueço
é porque anoiteceu
Na madrugada enluarada sou mais eu

Não me diga se amanheceu
ou que o velho ontem partiu
Meu canto ainda não desvaneceu
Só é amanhã pra quem dormiu

...

Sou fã desse malandro.
Fã mesmo.

2 comentários:

MOYSEIS disse...

Joãozinho, pequenas ratificações, coisa boba. Primeiro, meu nome não tem acento. Segundo, na madrugada enluarada sou mais eu, sem o "eu". Terceiro, Não me diga "se" amanheceu.
Quarto, nossa parceria tá bonita pra cacete ! que venham outras ! Sou seu fã ! O Saci rodopiou.....

João M. Martins disse...

Corrigido